i gave my life to a simple chord

quinta-feira, janeiro 16, 2003

Boa noite

Faz tanto tempo que mal posso acreditar que realmente te beijei algum dia. Que te esperei em alguma esquina com alguma lata de alguma coisa e você veio no seu carro e nós nos beijamos, sim, é verdade, eu lembro desse beijo, você rindo como um menino e eu tão feliz, com tanta saudade, completamente cega, completamente sua, sem saber que seria nossa última vez, que você já tinha escolhido tudo, matado tudo, botado aquele veneno no meu copo, pronto para acabar com tudo. Aquela bebida tão doce, tudo tão lindo e BANG!, você fechou o caixão e me enterrou bem fundo. E eu dormi e acordei quando abriram a tampa, e vi todas aquelas coisas bonitas que você nunca me deu, todas aquelas flores e aquele ar e aquela luz. Mas lá estava você, sempre você, que agora já não sei mais se existiu ou eu inventei, espera, existiu e eu inventei, ficção travestida de realidade fantasiada de ficção, sonho pesadelo que volta e volta e nunca vai embora. Então eu vou dormir, porque só assim você volta pra mim, my darling. Com os anjos e os demônios, volta pra mim. Boa noite nesta manhã de sábado.

.: Clara Averbuck :. 4:13 PM

Acesse os arquivos por aqui:

  • wanna find me?
  • miau?
  • me espalhe, sou uma peste
  • eu leio a bust