i gave my life to a simple chord

domingo, setembro 01, 2002

A Arte Milenar de Perder Vôos

Estou me superando. Nem os Sábios Ancestrais Perdedores de Vôos da China Antiga conseguiram perder tantos vôos como eu. Então estou no meio do aeroporto em um cybercoiso ouvindo sha-a-ake appeal e sorrindo porque tumtumtumtumtum e esperando meu vôo que é muito mais tarde. Acabo de lembrar que esqueci uma panela no fogão e que minha toalha ficou em cima da cama e que não molhei a pimenteira. Mas não importa. Shake appeal, baby fits so tight. Sooooo tight. Aiai. Impossível se concentrar aqui, então vou apenas listar tópicos para quando eu chegar na casa dos meus pais, onde deve estar nevando. Estou de camiseta. Vou congelar e morrer. É o fim.

1. Show do Autoramas. Fo-da. Gabriel é um hitmaker e fim.
2. Estou fodida.
3. Estou apaixonada.
4. Estou idiota.
5. Estou fodida.
6. Estou feliz.
7. Estou entre dois portugueses. Quero dizer, um de cada lado, sabe, no cybercoiso.
8. Estou sorrindo.
9. Não consigo parar de sorrir.
10. Love is a dog from hell.
11. Frios na barriga.
12. Mais um livro se formando na minha cabeça, socorro. Preciso terminar o Vida de Gato antes, droga. Mas fazer o quê? Já escrevi um pedaço no caderno peludinho cor-de-rosa.
13. Parece que tudo foi pro lugar. Só falta ter dinheiro agora, mas isso não vai acontecer.


Porque é tudo tão familiar. Tão absurdo. Tão perfeito. Tão scary. Porque tem ondinhas passeando por mim o dia inteiro e todo mundo me olha porque estou sorrindo como uma barbie. Soooooo tight. Porque acordei com um cheiro bom no travesseiro. Porque tudo foi pro lugar. Porque é tudo um deja vu, a viagem no dia seguinte, o filho da puta batendo como só o filho da puta consegue. Feel so high and low. O filho da puta não pára. Boy oh boy, estou saltitante.

3 semanas pra conseguir um lugar pra morar. Acho que vou escrever pro Paulo Coelho assim: "oi, eu sou um escritor, sabe, me empresta uma grana? Sim, porque eu sei que você está com o cu repleto de notas de 100."
Hm. Acho que não vai colar. Mas vou tentar. Alguém aí tem o email do Paulo Coelho?

Então, né, tenho que ir, não queria ir, não hoje, mas tenho que ir, eu vou, vou pra Porto Alegre conhecer a casa nova dos meus pais e ver meus gatos e meus amigos e os táxis vermelhos e o pôr-do-sol bonito e morrer de frio. Terça é meu lançamento, onde afofarei meus amigos e perderei a linha em público mais uma vez, porque é pra isso que servem os lançamentos: pro autor queimar o filme. Espero que tenha vinho tinto dessa vez. E que me deixem fumar, porque quase entrei em combustão espontânea na Siciliano. Eu tenho que ir, tenho que ir, eu vou. Quarta eu volto. Alguém quer me buscar no aeroporto, hein? Seria legal.

Atéam.

.: Clara Averbuck :. 7:44 PM

Acesse os arquivos por aqui:

  • wanna find me?
  • miau?
  • me espalhe, sou uma peste
  • eu leio a bust