i gave my life to a simple chord

sexta-feira, junho 07, 2002

Gimme Danger again

Doze convites para jantar.

Dois convites para morar. Sim, morar. Clarah, vem morar comigo. E eles nem querem me comer, o que é ótimo, pois virei uma Monga Budista Celibatária. Outras pessoas me ofereceram quartinhos também. Vocês são tão legais. Eu choraria, se ainda chorasse.

O Adriano é o melhor amigo do mundo. Estou surda por causa do show do TBO ontem. Fugimos sem pagar a conta. Foda-se, tinha fila e somos senhoras cansadas e doentes que ficam querendo tatuar frases do Iggy Pop.

Vou ficar aqui enrolando até a capa do meu livro chegar por email. Surda, completamente surda, tendo que agüentar popups idiotas sobre a droga do dia dos namorados.
.
.
.
Gimme danger little stranger
And I feel with you at ease
Gimme danger little stranger
And I feel your disease
There's nothing in my dreams
Just some ugly memories
Kiss me like the ocean breeze

.
.
.
Saudades do Rái.
Saudades da Mari e da Cherrie.
Da Desirée.
Da Anne.
Do Auro.
Da binha bãe e do meu pai.
Saudades de Porto Alegre. Nunca pensei.

Não vou mudar hoje. Vou esperar os homens Rudes & Barbudos arrombarem minha porta, será mais emocionante.

Não sei mais o que é verdade e o que é conversa barata. Porque eu caio em conversa barata. Acredito em tudo que me dizem. O tempo todo, eu acredito. I´m a believer.
.
.
.
Now if you will be my lover
I wish you were insane
But you can't be my master
I will do you anything
There's nothing left alive
But a pair of glassy eyes
Erase my feelings one more time

.
.
.
O vento derruba as folhinhas em cima da moça loira que fuma um cigarro ao sol. Tão bonito. Não quero, não posso sair da Vila Madalena. Esse lugar me faz esquecer que estou em São Paulo. Acho que vou fugir para o mato, morar em uma cabaninha nas montanhas. Com lareira, sabe, um bosque de pinheiros, vaquinhas pastando, um monte de alemón feio. E conexão rápida, é claro. Morar em uma cabaninha com meus gatos. Pode ser em São Francisco de Paula, onde passei metade da minha infância tomando banho no reservatório de água da cidade e brincando com os cachorros babões maiores que eu. Mas agora eu sou grande.
.
.
.
Say you got a little danger
Honey gonna feel my hand
Swear you gonna feel my hand
Swear you gonna feel my hand

.
.
.
..................................... Cadê a porra da capa?

.: Clara Averbuck :. 1:45 PM

Acesse os arquivos por aqui:

  • wanna find me?
  • miau?
  • me espalhe, sou uma peste
  • eu leio a bust