i gave my life to a simple chord

quarta-feira, junho 26, 2002

Death In Vegas

Não dêem ouvidos ao Thiago Capanema. Ele é jovem demais e gosta de Strokes e Yeah Yeah Yeahs mas fala mal do Lou Reed e dos Stooges. Não faz sentido. Nenhum. Então ignorem tudo que ele falar sobre Death In Vegas, se é que ele vai falar alguma coisa um dia. É muito bom para caralho.

Estou com preguiça de traduzir a biografia. Se virem.

fuck me i´m sick


A DJ at the big beat melting-pot the Sunday Social alongside the Chemical Brothers and Jon Carter, Richard Fearless formed a studio project named Death in Vegas to pump out a similar type of audio adrenaline. With the helping hand of Steve Hellier, Fearless spent two years working on material for an LP, then released Dead Elvis on Britain's Concrete label in early 1997. After it was licensed for American distribution, the single "Dirt" became a moderate MTV hit later that year. Fearless gained a new production partner (Tim Holmes) as well as a few celebrity guests (Iggy Pop, Bobby Gillespie) for 1999's The Contino Sessions.


O segundo disco, o da foto ali em cima, é muito foda pra caralho. Uma das melhores trilhas sexuais que já pratiquei. Minhas preferidas são a Aisha, Sick City e Broken Little Sister, respectivamente com Iggy Pop, Bobby Gillespie (Primal Scream) e Jim Reid (Jesus and Mary Chain). Foda foda foda.

.: Clara Averbuck :. 11:26 PM

Acesse os arquivos por aqui:

  • wanna find me?
  • miau?
  • me espalhe, sou uma peste
  • eu leio a bust