i gave my life to a simple chord

quinta-feira, abril 18, 2002

O ato de ir ali

Meu deus, que saudade de Londres, do meu quarto de hotel, do som abafado dos speakers podres do notebuck®, do James, do Emmett, do gerente do hotel que me dava cigarros e cujo nome esqueci, uhm, lembrei, Nick, era Nick, de vagar sem dinheiro pela rua e só poder me alimentar de comida indiana porque eles faziam caridade. Isso porque o dia hoje está meio parecido com o verão londrino, pelo menos aqui dentro de casa, e eu passei o dia ouvindo Black Rebel Motorcycle Club e estou torta de saudades da Anne, e meu pai me ligou de NY pra me contar que já avisou aquela cidade foda que eu estou indo, e ele está lá, e minha mãe está indo para lá, e eu decidi que só vou para lá de novo quando puder levar o Joo e ficar muitos, muitos meses escrevendo e caminhando na rua e ai, preciso sair de casa antes que eu tenha um treco de ficar pensando nisso. Vou ali. Mas olha só, enquanto eu vou ali, gostaria que todos fossem obedientes e baixassem o disco do BRMC inteiro agora. Agora, pode ser? É para o seu bem, juro. Você vai me agradecer depois.


Take me home... Take me home...


.: Clara Averbuck :. 8:41 PM

Acesse os arquivos por aqui:

  • wanna find me?
  • miau?
  • me espalhe, sou uma peste
  • eu leio a bust