i gave my life to a simple chord

quinta-feira, abril 18, 2002

Amem a minha mãe

1. Se não fosse ela, eu não seria escritora;
2. Se não fosse ela, eu não teria este sobrenome e seria Gomez. GOMEZ. Pense nisso;
3. Se não fosse ela, eu não teria esta cara;
4. Se não fosse ela, eu estaria morta de fome, porque ela me manda kits refugiado para que eu não morra de inanição;
5. Se não fosse ela, eu não amaria gatos tanto assim;
6. Se não fosse ela, eu não seria *eu* com tanta facilidade, sem me importar com nenhum padrão ou expectativa ou qualquer coisa que venha de fora;
7. Se não fosse ela, eu não gostaria tanto de róque. Na minha adolescência, ela me dava muitos discos e gravava muitos programas e etc e ela é foda;
8. Se não fosse ela, eu não suportaria o meu próprio peso. Ela me ensinou a segurar qualquer barra.
9. Se não fosse ela, minha casa já teria desmoronado;
10. Se não fosse ela, o mundo inteiro já teria desmoronado.

Parei aqui, mas poderia continuar. Minha mãe é uma dízima periódica de qualidades.

Mãe, você é linda. Linda. Eu te amo muito. Always Victory. =)

(Oquei, a única foto dela que eu tenho escaneada é de quando meu pai fez show com a Rita Lee e nós juntamos as duas famílias e tiramos a foto. Foi mal. Se você me escrever xingando a Rita Lee, vou ser obrigada a colocar seu email na lista alma-alegre, o que é muito, mas muito, mas realmente muito irritante, você não faz idéia. Preste atenção na minha mãe linda. É fácil saber quem é ela: é só ver quem não é a Rita Lee, o meu pai, o Roberto de Carvalho ou eu. Oh, sim, esta foto é velha. Eu tinha uns hmm 18 anos. Mas a minha mãe está MUITO MAIS BONITA hoje. Muito mais, vocês não fazem idéia. Prometo que vou escanear uma foto que ela me mandou hoje. Valeo.)

Two very happy families


.: Clara Averbuck :. 8:26 PM

Acesse os arquivos por aqui:

  • wanna find me?
  • miau?
  • me espalhe, sou uma peste
  • eu leio a bust